Alvenaria, fibra de vidro ou vinil? Como escolher o melhor tipo de piscina para minha casa?

Blog Workay!

Notícias e conteúdos para quem busca encontrar o profissional certo sem dor de cabeça.

Alvenaria, fibra de vidro ou vinil? Como escolher o melhor tipo de piscina para minha casa?

12 Abril 2019

Escrito por: Hanna Nahon Casarini (arquiteta, urbanista e paisagista)

O verão já passou, e a cada ano somos surpreendidos pelo calor excessivo que vem aumentando cada vez mais, com isto vem o desejo de nos refrescarmos um pouco, e por que não construirmos uma piscina em nosso quintal ou cobertura? Venha conosco saber um pouco melhor sobre as opções existentes no mercado, métodos de construção, custos e outras dicas. Vamos lá?

O privilégio de ter o lazer tão próximo de nós para aproveitar com a família e amigos é uma ótima ideia, mas requer alguns cuidados na hora de escolher a melhor opção para que o prazer não se torne dor de cabeça. Antes de mais nada, busque a ajuda de um profissional qualificado para a elaboração e execução de seu projeto, nós, da Workay! estamos à disposição para auxiliar em todo este processo, desde a elaboração do projeto até os últimos detalhes de execução.

Antes de escolher o tipo de piscina, o profissional irá avaliar o terreno disponível para a construção, quantidade de pessoas que se tem intenção de receber e utilizar a mesma, fundo de caixa, dentre outras variáveis para se escolher a opção mais adequada.

Piscina de alvenaria:

Para este modelo, deve-se atentar principalmente na execução da impermeabilização para que não haja vazamentos. Apesar de ter um tempo de obra um pouco mais longo e um investimento inicial alto, a opção tem vantagens quanto sua durabilidade; com uma manutenção regrada, só será necessário reparo entre 10 e 15 anos após sua construção. Outra vantagem é que com este material você tem maior liberdade para decidir o tamanho, forma e profundidade de sua piscina além de infinitas opções de tamanhos e cores de azulejos para revestimento.

Fibra de vidro:

Apesar de fabricados em grande escala, existe no mercado grande variedade de tamanhos e formas, sem dúvidas alguma delas será de seu agrado. De fácil e rápida aplicação, as piscinas de fibra de vidro necessitam de um investimento menor que a opção anterior, de concreto. Ela também conta com longa durabilidade, porém deve-se ter cuidado em sua manutenção para que não formem bolhas em sua superfície.

Sua desvantagem está em não poder optar por este modelo em edifícios e em locais de difícil aceso por conta de seu transporte. Já uma vantagem é a facilidade em sua limpeza, pois o material tem superfície que não acumula sujeira e fungos.

Vinil:

Uma nova tecnologia na construção de piscinas, é a utilização do vinil. O material reveste a caixa de alvenaria feita dentro do espaço escavado. Seu custo é bastante atraente diante das outras opções e permite maior versatilidade na hora de escolher formatos e profundidade, possui uma duração estimada em 10 anos. Também possui facilidade em sua limpeza e não tende a acumular sujeira, porém, sua maior desvantagem, é que o vinil não resiste a objetos cortantes e caso venha a romper, você poderá ter problemas. Para enche-la é necessário a utilização de um caminhão pipa para que não haja rugas em sua superfície.

O mercado possui grande variedade de opções, com certeza uma delas será de seu gosto e caberá em seu orçamento, consulte sempre um profissional habilitado para este tipo de obra seja um arquiteto ou engenheiro, não hesite em solicitar um orçamento conosco.

Fonte: Microcrete