5 dicas de como decorar em pequenos espaços

Blog Workay!

Notícias e conteúdos para quem busca encontrar o profissional certo sem dor de cabeça.

5 dicas de como decorar em pequenos espaços

25 Outubro 2018

Escrito por: Stéphanie Rosemberg(arquiteta e urbanista)

Com apartamentos cada vez menores, nada melhor do que dicas para que se viva bem e declarar o pequeno espaço como espaço suficiente.

Atualmente, com tantos recursos na área da arquitetura e da decoração, não há mais grandes motivos para não se optar por um apartamento menor. São muitas as vantagens e soluções que podem ser feitas para cada tipo de necessidade e gosto, portanto, derrube a barreira feita para os espaços reduzidos e acredite no potencial que essas seguintes dicas têm para otimizar a eficiência do seu lar e sua qualidade de vida.

1) Integração de ambientes para ampliar sensações

Pense em como o rendimento de uma sala pode ser melhor ao utilizar, por exemplo, o espaço antes ocupado por uma parede de divisória com a cozinha. A amplitude que certos elementos (ou a retirada deles) proporcionam é muito importante em espaços pequenos. Demolição de paredes ou abertura de balcões, espelhos, painéis, pinturas nas paredes e até os próprios móveis (principalmente quando são multiuso) podem ser agentes integradores de espaços. Atuam como grandes soluções pois permitem truques óticos para sensações de conforto, além de uma maior permeabilidade de convivência e de luz por todo o ambiente.

2) Organização

Opte por elementos que contribuam com a organização de sua casa. Invista um pouco mais em marcenaria, e não se poupe de apostar em armários, buffets, gabinetes e racks com bons espaços de armazenamento.

Importante lembrar do ótimo papel das portas de correr para estes casos de espaços reduzidos e organização, já que dão maior liberdade de circulação e disposição de móveis.

3) Não se sinta em desvantagem por gostar de cores

Muitos já pensam que pequenos ambientes devem ser totalmente brancos. Não pense assim. Apure melhor em quais elementos você pode destacar as cores que preferir, apenas visando a possibilidade daquilo se tornar cansativo aos olhos ou não. Imagine que cada ambiente tem uma finalidade, e então reflita se as cores que deseja não interferem na função que se exerce em cada um. Quando se tem espaço de área de trabalho, como um home office, uma cozinha ou lavanderia, por exemplo, é muito importante que antes de se escolher uma cor predominante, veja se tal cor não representa alguma interferência na função a ser exercida. O preto, por exemplo, pode ser uma cor ruim caso a iluminação do espaço não seja bem consolidada. Cores muito vibrantes em um ambiente de descanso também podem atrapalhar no relaxamento. Dessa forma, é com atenção à funcionalidade e ao estilo que se define as cores a serem usadas, sem grandes proibições.

4) Iluminação

Valorize MUITO a luz natural. Abuse da claridade provida pelas janelas. Caso a iluminação natural seja pouca ou nula, é muito importante que se invista em um projeto de iluminação artificial. O seu lar deve contar com o necessário para que não fique pesado.

5) Menos é mais

Atente-se aos excessos. Muitos adornos e itens decorativos podem carregar o ambiente e desprover conforto. Ambientes pequenos podem parecer menores com estes excessos, por isso preocupe-se com quantidade de enfeites, tamanhos e cores de fundo de estampas de tapetes, roupas de cama, estofados, cortinas e papéis de parede. Outro detalhe importante é uniformizar a decoração dos ambientes em um mesmo estilo.

Não há barreiras para uma decoração de impacto e ambientes bem organizados. Com essas dicas você transformará suas boas ideias em soluções efetivas para se viver bem nos seus 30, 40, 50, 60m². Entre agora em contato com a Workay e coloque estilo e conforto reais e possíveis na sua casa com os melhores profissionais do mercado.

Fonte da imagem: Decoremais – Projeto de Luisa Grillo